Note a ponte ao lado. Onde está o chefe ? Quem é o engenheiro ?

Sob um ponto de vista sistêmico, observamos a emergência de uma nova estrutura (a ponte), a partir da interação entre as partes (as formigas).

O fenômeno da autoorganização manifesta-se naturalmente, em vários tipos de sistemas e escalas: um redemoinho na pia, uma ponte de formigas,  o giro de cãezinhos em torno da tigela de leite,  o desenvolvimento embrionário do seu corpo, a regeneração de um pedaço de floresta ou uma revolução política.

Ora, se a autoorganização é tão presente e tão poderosa, por que tão frequentemente reclamamos da "falta de organização" nas nossas comunidades-iniciativas ? De que modo podemos aproveitar a tendencia da emergencia autoorganizada de estruturas, natural nos sistemas complexos, em nossas comunidades-iniciativas ? Em outras palavras, é possível ""cultivar" a auto-organização ? 

Argumento que sim.

( O texto continua após os vídeos abaixo )

Autoorganização pode ser definida como a emergência ("surgimento") de estruturas, funções ou processos sem comando ou coordenação centralizadas (a partir de um coordenador, chefe ou líder). Cabe notar que ela é um fenômeno próprio de sistemas altamente complexos (ver Comunidades-iniciativas como sistemas complexos).

As estruturas e funções nestes sistemas complexos (organismos, solo e clima num ecossistema, empresas e consumidores num sistema econômico, a ponte das formigas) somente são possíveis se este sistema "importa" e utiliza energia e materiais do meio externo: não é possível criar estrutura ou função "do nada".  Os fenômenos de autoorganização emergem em resposta a esta necessidade do sistema capturar e utilizar energia do meio externo.

Se nossas comunidades-iniciativas são um sistema complexo, necessariamente precisam de recursos externos para funcionar, e espontaneamente existe a tendência dos membros auto-organizarem-se para manter e ampliar a estruturas de captação e processamento de recursos produzindo serviços e benefícios para os sistemas externos.

Você tem observado fenômenos autorganizados na sua comunidade-iniciativa ? Se sim, conte para nós.  Se não, talvez voce não tenha olhado direito, ou talvez sua comunidade-iniciativa não seja um sistema complexo...


( VER A INDICAÇÃO DE TRES VIDEOS DE APROFUNDAMENTO COMO UMA DAS RESPOSTAS A ESTE FORUM, MAIS ABAIXO NA PÁGINA )

Exibições: 57

Responder esta

Respostas a este tópico

Uma experiência que está sendo bem bacana é na fazenda Kuruê, em Leme, interior de SP. O grupo planta no modelo agroflorestal. Com os produtos dessa prática elas organizaram um serviço de entrega de verduras e outros produtos que fazem a partir do que colhem na casa do cliente da própria cidade e nos arredores. Nesta  mesma fazenda o grupo recebe e organiza cursos e workshops, além de oferecerem feijoadas vegetarianas com cobrança de "entrada". 

Ale, exemplo interessante ! 

Ajude a gente a olhar mais de perto: como as pessoas que compõe o grupo se organizam para dividir as tarefas ? Como surgiu a coisa ?  digo, eles tem algum chefe, dono ou coordenador ?  A entrada e saida de pessoas do grupo é permitida ?

A estrutura da comunidade-iniciativa que toca a fazenda pode nos dar pistas: é uma empresa, cooperativa, associação, ou instituto ? 

Qual seria a tensão criativa que deflagra a autoorganização neste caso? Acho que a principal ocorre entre os poteciais de produtos e serviços da fazenda e seus clientes: existem pessoas dispostas a vivenciar e a pagar pelos produtos e serviços que podem ser prestados pela fazenda. A partir daí, o grupo que toca vai interagindo e compartilhando visões de futuro, dividindo tarefas e dando origem a processos.

Grato, e vamos aprofundar a conversa que o exemplo é muito legal.

Para aprofundar a conversa, três vídeos que destrincham o fenômeno da auto-organização.

Note que eles estão em inglês, mas o youtube term uma tradução automática ( com legenda ) que funciona muito bem para estes vídeos, que são da Complexity Academy.  Basta selecionar nas configurações que aparecem na parte de baixo da telinha do youtube. Se tiver dificuldades pergunte que a gente se ajuda.

O primeiro é mais geral, o segundo aprofunda, e o terceiro mostra aplicações possíveis no campo da gestão:

RSS

© 2017   Criado por Rafael Ummus.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço